Activision Blizzard

 

Análise Setorial

 

No tocante à análise do setor de vídeo games, há de se levar em consideração os seguintes fatores: qual o perfil de consumo da faixa geracional para a qual se pretende vender e quais os meios pelos quais se pode disponibilizar seu conteúdo (isto é, celulares, consoles, entre outros). A união bem-feita dessas duas características é um ponto em comum das produtoras de conteúdo nesse ramo. No entanto, vale ressaltar que as duas maiores companhias do setor de jogos (Microsoft e Sony) possuem tal posição pois também são desenvolvedoras de console, possuindo uma grande escala para abocanhar boa parte do market share do mercado.

 

Note que ambos os fatores acima citados caminham juntamente em uma série de pontos de vista. Para começar, vamos falar da principal tendência atual para o mundo de jogos: o mercado mobile, especialmente de jogos Free-to-play (F2P). Nesse tipo de produto, diversas faixas etárias e de perfis tendem a ter acesso: jogadores casuais ou hardcore, os quais passam da Geração Z até os Boomers. Adiante, para as companhias, é tido como essencial possuir produtoras que consigam desenvolver conteúdos para essa plataforma, além de produtos que consigam atingir essa esfera dupla de perfis e de geração.

 

Entretanto, por que o mercado mobile é uma grande tendência? Veja: a fatia de receita advinda de conteúdo mobile já superou (e com certa folga) a de outros tipos de meios, como consoles ou computadores. Essa tendência se mostra crescente dado que, em boa parte do mundo, a penetração de celulares e de internet está em uma fase crescente, como o caso da China e da Índia. Além disso, a diferença entre usuários de celular e de jogadores mobile vem diminuindo ao redor do mundo, continuando, contudo, com um grande diferencial para ser tirado, principalmente na já citada China. Em um mundo com celulares cada vez mais potentes, é de se esperar também que os jogos produzidos se tornem cada vez mais atraentes.

 

O perfil de consumo para o qual o jogo é direcionado adquire, além de tudo, uma característica especial: nos dias atuais, o modelo GaaS (Gaming as a Service) adquire grande relevância na medida em que boa parte da receita de um jogo está dividida no que é obtido com a primeira venda e com as microtransações disponibilizadas posteriormente. A grande tarefa dos jogos atuais, então, tem sido encontrar um ponto ótimo para a monetização do jogo: como oferecer itens a serem comprados sem que isso gere um desbalanço ou desestímulo entre os quem conseguem gastar com o jogo e os que não, além de encontrar a melhor maneira de fazê-lo para diversas faixas de consumo (Millennials, por exemplo, possuem maiores tendências de consumir dentro de um jogo).

 

Vale ressaltar também, por fim, que os conteúdos produzidos precisam ter uma alta capacidade de renovação. Em outras palavras, um jogo precisa estar sempre estimulando o jogador a buscar mais desafios ou formas de entretenimento, dado que, conforme os anos se passam, o número de jogos consumido por ano por uma determinada pessoa vem diminuindo e o tempo gasto com poucos games vem aumentando, evidenciando essa tendência de busca por uma experiência mais profunda.

 

Análise da Empresa

 

Dadas as grandes tendências anteriormente expostas, passa-se para a própria empresa e seu posicionamento em relação a elas. Primeiramente, um pouco de história: Activision Blizzard, Inc. foi fundada em 1991 e ao longo da sua história conseguiu uma posição de destaque no mundo das desenvolvedoras e distribuidoras de games. Tal consolidação se deu seja por meio da criação de conteúdo inovador e de alta qualidade, com expertise para mantê-lo ao longo do tempo, ou seja por meio de fusões e aquisições estratégicas, como a Blizzard e King. Sendo assim, a companhia possui uma boa margem de manobra para conseguir atuar bem em diversos segmentos do mundo dos games, desfrutando de franquias consolidadas nos consoles e computadores, com jogos variando em todas modalidades de monetização. 

 

Tratando em primeiro lugar do que ela faz de melhor, vamos às suas franquias já consolidadas. Quando se pensa em Activision é difícil não lembrar de Call of Duty: o game que já completou mais de 10 anos no mercado se apresenta como uma fonte estável de receita, dona de uma capacidade de incorporar inovações, como o famoso modo de jogo Battle Royale e a tendência das microtransações, as quais não afetam o desempenho de jogador. Não seria diferente também para outras franquias: World of Warcraft, HearthStone e Overwatch, os quais já estão há bons tempos no mercado e possuem uma base sólida de jogadores que fornecem receita a partir de aquisições; além disso, o último jogo em específico represente uma grande base estabelecida no mundo de eSports, com a Overwatch League.

 

Mas como a franquia está posicionada em relação ao mobile? Ao adquirir a King em 2015, a companhia conseguiu também expertise para atuar nesse segmento. Em primeiro lugar, houve a redução de uma pequena sazonalidade das receitas da Activision que tinha origem na venda de Call of Duty, adicionando maior constância. Em segundo lugar, a King fornece um maior acesso a diferentes gerações, perfis e países: a receita advinda do continente asiático aumentou em cerca de 40%, além de possibilitar uma parceria com a Tencent para ter maior acesso ao mercado chinês a partir de uma joint venture. Adiante, a expertise se mostra no grande esforço dispendido para produzir novos conteúdos mobile, como COD Mobile e Diablo Immortal, sendo que aquele já está nos top jogos baixados na App Store e Play Store. Vale ressaltar que todos esses jogos citados são F2P e possuem microtransações como fonte de receita.

 

Tudo isso ocorre juntamente com uma robustez financeira da companhia. Ela não possui dívidas de curto prazo, além de um baixo endividamento, baixa alavancagem e uma geração de caixa constante e positiva. Em outras palavras: ela se sustenta a partir de sua própria capacidade, possuindo 46% do market share entre seus principais peers (não levando em conta desenvolvedoras de console).

 

Por fim, percebe-se que o bom posicionamento da empresa nas tendências do mercado aliado a sua robustez financeiras e marcas consolidadas garante o pódio da Activision Blizzard no mercado de games.

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

Assine nossa newsletter!

facebook-logo-button (1).png
instagram-logo (1).png
linkedin.png
© 2020 Liga de Mercado Financeiro FEA-USP. Todos os Direitos Reservados.