Assine nossa newsletter!

facebook-logo-button (1).png
instagram-logo (1).png
linkedin.png
© 2019 Liga de Mercado Financeiro FEA-USP. Todos os Direitos Reservados.

O que são ações blue chips?

     “Blue Chip” é um termo utilizado na bolsa de valores para descrever uma ação que se acredita ser segura, de uma empresa que esteja em excelente condição financeira e consolidada como líder em seu ramo. São as chamadas ações de primeira linha.

     Essa expressão, curiosamente originária do pôquer, se refere às fichas mais valiosas do jogo, que são as fichas azuis. Diz a lenda que esse apelido começou a ser usado no mercado financeiro na década de 20, quando Oliver Gingold, funcionário da Dow Jones - uma editora financeira americana responsável pela publicação do The Wall Street Jounal - observava o painel de cotações, onde algumas ações operavam com valores muito altos para a época. Essas ações foram mais tarde chamadas de ações “blue chips”.

     Antigamente, as ações consideradas blue chips eram as ações com cotações mais altas, ou seja, ações mais caras. Hoje em dia, entretanto, este termo está mais relacionado à liquidez – a facilidade de se transformar um ativo em dinheiro -, representando as ações que movimentam os maiores volumes na bolsa, geralmente pertencentes às empresas tradicionais e de grande porte. Outras características que essas ações também costumam ter são: empresa com forte geração de caixa, crescimento constante, boa governança corporativa, alto nível de distribuição de lucros (juros sobre o capital próprio e dividendos) e boa relação com os acionistas.

     Não há uma lista oficial de blue chips, já que essa classificação possui um valor muito subjetivo e variável. A avaliação sobre quais ações são blue chips é realizada por analistas que acompanham a saúde financeira e o rumo dos negócios listados em bolsa. Normalmente, as ações que estão no topo dos pregões são consideradas como pertencentes a essa classificação. Dentre algumas empresas brasileiras que podem ser classificadas como tal, podemos citar a Ambev, a Vale e o Itaú Unibanco. Já no mercado norte-americano, são exemplos o Walmart e a Coca-Cola.

     Por serem empresas sólidas e líderes em seus segmentos, em teoria as blue chips possuem um perfil de risco menor, com retornos mais constantes, sendo consideradas investimentos “mais seguros” em relação às demais. Mas vale lembrar que uma decisão de investimento não deve ser baseada apenas na reputação destas ações. O preço de uma ação também é fruto da relação de oferta x demanda, e por vezes a mesma pode estar precificada devido à sua popularidade. Por isso, é importante estar atento aos movimentos constantes do mercado, já que sempre existe um grau de risco nesse tipo de investimento, ainda que ele possa ser considerado menor.

   

 

     Caso tenha se interessado, confira a lista de textos que disponibilizamos para o aprofundamento no assunto. Acompanhe também nossa página, facebook.com/ligademercadofeausp, e fique por dentro de nossas postagens semanais!

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square